Anúncios
10 de dezembro de 2019 5 JOGOS FINANCEIROS PARA UM 2020 DE PROSPERIDADE

5 JOGOS FINANCEIROS PARA UM 2020 DE PROSPERIDADE

Eu soube que você estava achando muito difícil organizar o seu suado dinheirinho e eu te entendo. O salário do baiano está entre os menores do país e a nossa tendência é pensar que a gente precisa ganhar sempre mais para ter qualidade de vida. 

Mas, eu tenho uma coisa pra te dizer; sucesso financeiro não é apenas sobre ganhar mais, é também sobre saber gerir o que se tem. Quem não sabe gerir um salário de R$1.000,00 difícilmente vai saber gerir R$10.000,00, ou você já esqueceu dos ex-BBB’s que ganharam milhares de reais e perderam tudo?

Só existe uma forma de mudar essa realidade, através da educação financeira e é justamente quem ganha pouco que mais precisa dela, afinal, é preciso ter muito jogo de cintura para fazer o dinheiro sobrar depois de pagar tanta conta. 

E para mostrar que a vida não é só pagar boleto e que você pode sim realizar sonhos e ter saúde financeira, eu invadi o Correio para compartilhar com você os 5 jogos financeiros que eu uso diariamente na minha vida e que vão ajudar você a organizar seu dinheiro de forma fácil e divertida. Afinal, se não for assim, não funciona!

Se você é discípulo de São Tomé, do tipo que só acredita vendo, continue aproveitando a leitura e deixe que eu te mostro que é possível emancipar as suas finanças apenas seguindo esse passo a passo.  

  • É DE CANETA COLORIDA 

“Caneta azul, azul caneta”… Eu tenho certeza que você já ouviu esse hit chiclete e não é à toa que eu escolhi esse som para embalar a nossa primeira técnica que também vai ficar grudada no seu cérebro para sempre.

 A técnica das canetas coloridas é imbatível para você que quer parar de gastar dinheiro à toa e começar a ver seu suado dinheirinho sobrar todo mês. Então se você, caro leitor, faz parte do grupo de pessoas que vive no aperto e antes mesmo do mês acabar já está liso, pode respirar aliviado, por quê essa técnica veio para salvar a sua vida financeira. 

E assim como a música, o jogo das canetas também foi feito para dançar agarradinho. Para isso você vai precisar de: 3 canetas coloridas, 1 régua, 1 fatura de cartão de crédito ou extrato bancário impressos e 1 amigo, acredite, você vai precisar dele. Com os materiais em mãos, acompanhe esse passo a passo: 

Antes de qualquer coisa, pare e pense: o que é essencial para você? 

Pensou? Agora você irá listar tudo aquilo que é importante para sua vida hoje, antes mesmo de olhar para os extratos. Lembre-se, apenas aquilo que é essencial. 

Não sabe o que é essencial? Aqui vai uma dica: pense que você perdeu o emprego hoje e não tem mais nenhuma fonte de renda. Quais gastos você manteria e quais você cortaria? Os gastos que você manteria mesmo sem renda, são os chamados gastos essenciais. 

Divida esse texto com o seu amigo por quê é aqui que ele entra, como ele te conhece muito bem, vai te ajudar a não colocar qualquer besteira na sua lista de essenciais. 

Agora, com a lista em mãos, o seu amigo vai olhar tudo que está no seu extrato e riscar tudo aquilo que não for essencial: 

De vermelho ele irá grifar tudo aquilo que não é essencial e que você vai cortar no mês que vem.

De azul, tudo aquilo que não está na sua lista de essenciais e que você não pode eliminar, mas que pode ser reduzido. Pode ser a economia na conta de luz, redução do seu plano de internet ou de TV a cabo, créditos no celular, etc… 

E com a caneta verde o seu amigo vai grifar apenas o que é essencial e não pode ser reduzido.  

Vamos começar a brincadeira? 

De frente pro outro, você que é o amigo das canetas, começa perguntando sobre os gastos e qual a cor que você deve grifar. Se o seu amigo gastador tentar se justificar, lembre-se: você é o advogado do diabo, faça cara de paisagem e repita a pergunta: vai ser vermelho, azul ou verde? Foco nos dados e números, pois contra cores não há argumentos. 

Pergunte sempre se o gasto poderia ser reduzido e se ele não souber identificar que gasto foi aquele, pode ter certeza, poderia ter sido eliminado. 

Ao fim do joguinho você vai verificar qual foi a cor predominante no seu extrato. Tudo que estiver de vermelho você não vai gastar mais com aquilo. Some todos os valores e veja quanto você já pode economizar hoje apenas cortando esses gastos inúteis. Já os gastos em azul, você irá reduzir fazendo escolhas mais inteligentes de consumo, seja pesquisando mais, pechinchando, perdendo a vergonha de pedir desconto ou ligando na operadora de telefone ou TV e negociando a redução do seu plano. 

Black man standing and holding big red pencil

  • O DINHEIRO DE NAGÉ 

Você já deve ter ouvido falar do famoso povoado de Nagé, situado na margem direita do Rio Paraguaçu, em plena Baía do Iguape no recôncavo da Bahia. Nagé ficou famosa nacionalmente pela produção e comercialização de belíssimas peças de barro. Na minha mão, essas peças passaram de meros itens decorativos para importantes ferramentas de organização financeira. Quer saber como? 

Esqueça as tabelas com fórmulas complicadas e a chatice de ter que alimentá-las todos os dias. A técnica que eu vou te ensinar agora foi criada no fundo da minha casa e eu chamo de técnica dos potinhos de barro. 

Existiu uma época da minha vida em que eu tinha muita dificuldade em fazer o meu dinheiro sobrar. Imagine uma menina do interior, onde se faz tudo andando, vindo morar na capital, Salvador, e percebendo que até pra sair de casa tinha que ter dinheiro. Imaginou? 

O custo de vida tinha aumentado bastante, já a renda, nem tanto. Eu era estagiária em uma empresa de comunicação e ganhava R$1.000,00 por mês. Naquela época, eu queria muito fazer uma viagem de férias para a Chapada Diamantina, mas com os gastos do dia a dia, era difícil fazer meu dinheiro sobrar. 

Eu tentava de tudo para conseguir ver o fruto do meu trabalho parar na minha carteira. Aplicativos, planilhas, caderninho, mas nada funcionava. Até que eu entendi que não conseguiria economizar dinheiro a não ser que eu tirasse o dinheiro para poupar para a viagem assim que o salário caísse e limitasse meus gastos para viver com o restante e foi assim que eu fiz por 12 meses. 

Hoje eu sei que, de acordo com a economia comportamental, nós reles humanos tendemos a ter pouco sucesso tentando economizar o nosso dinheiro. A publicidade e o marketing não hesitam em usar gatilhos de consumo para fazer nosso cérebro querer comprar a todo momento. Através das cores, imagens… Quem nunca saiu de casa para pagar um boleto e não resistiu a um sorvetinho ou uma blusinha da promoção que atire a primeira pedra. 

Por isso caro leitor, se você não ditar o destino do seu dinheiro, ele sairá voando direto para as pequenos gastos que no final do mês, acabam causando um vendaval na sua vida financeira.

Para evitar que esse vendaval levasse embora a minha viagem dos sonhos, eu peguei uns potinhos de barro que serviam de decoração na estante da minha casa e comecei a organizar o meu dinheiro de acordo com o que seria um orçamento ideal. 

Pegue 5 potinhos aí da sua casa que agora eu vou te ensinar como é que se faz o milagre da multiplicação financeira:

Vamos considerar aqui o meu salário de R$1.000,00, mas você pode fazer com o salário que você recebe hoje ou a renda total das pessoas que contribuem com o orçamento da família. 

70% do meu orçamento eu reservei para os meus gastos presentes. Ou seja, essa quantia estava reservada para todos os meus gastos mensais. 

No primeiro potinho, reserve 60% do seu salário, o que para mim na época eram R$600,00 que iam para os meus custos essenciais como transporte, alimentação, água, luz. Se você paga aluguel, esse valor deve ser incluído nessa categoria também. 

No segundo pote, reserve 10% do seu salário, o que no meu caso eram R$100,00 para gastar como você quiser.

Agora eu já posso prever a sua surpresa; “mas como assim gastar? não é para juntar dinheiro”? [risos]. Deixa eu te contar um segredinho; todo mundo que já fez dieta sabe que é impossível manter-se na linha se do dia para a noite você corta absolutamente tudo que você amava comer. E saber por quê é tão difícil? Por que o seu próprio cérebro te sabota! 

O nosso cérebro busca por prazer imediato, por isso, quando você restringe muito seu orçamento, é bem provável que em uma situação de estresse vá querer meter o pé na jaca e gastar muito mais do que pode. 

Por isso, é importante prever uma recompensa a si mesmo, o que eu chamo de dízimo pessoal. Dessa forma você envia uma mensagem para o seu cérebro de que valeu a pena todo o esforço e que agora você pode enfiar o pé na jaca e comprar o que quiser! Já pensou na sensação de prazer que isso dá!? Faça isso e no próximo mês, você me conta como foi. Combinado? 

Agora eu vou te mostrar o verdadeiro segredo do orçamento: O FUTURO! No método dos potinhos, 30% da sua renda mensal é reservada para o seu futuro. Esqueça aquele velho pensamento de que: “Ah, mas se eu morrer vai ficar tudo aí” por quê não vai. 

Estamos vivendo cada dia mais e na busca de envelhecer com saúde e qualidade de vida, a educação financeira e as estratégias de poupança são fundamentais para garantir uma vida feliz e equilibrada. Por isso, pegue três potinhos e separe em 10-10-10. 

10% para a sua aposentadoria, ainda que você contribua para o INSS, é importante não depender exclusivamente dele, adiante seu lado e garanta um complemento de renda no futuro. 

Mais 10% que vai para uma meta de longo prazo como comprar a sua casa própria, um veículo, fazer uma grande viagem com a família ou os amigos. 

Já os outros 10% são aqueles que vão para as suas metas mais urgentes, aquelas de curto prazo, que você quer realizar em até 5 anos. Era essa porcentagem que eu poupava todo mês e investia para minha viagem. 

Salário mínimo divido entre os potinhos de barro
Antes de sair pagando conta e gastando seu salário, sente e dedique ao menos 2 horas por mês para pensar e planejar seus gastos.

Em 12 meses eu já tinha acumulado, com a ajuda dos juros pagos pelo Tesouro Direto na época, R$1.364,27. Parece pouco hoje, mas para quem não conseguia poupar nada, conseguir viajar sem precisar do cartão de crédito e aproveitar ao máximo sem ter que contar moedinhas, foi uma vitória! 

Para quem está endividado, a primeira meta deve ser a quitação das dívidas. Quando você tem um orçamento organizado, fica mais fácil negociar, pois agora é possível saber o valor da parcela que cabe no seu bolso. Acordos feitos sem essa consciência acabam em parcelas acumuladas e descumprimento de acordo, afinal, quando você precisa decidir entre comer e pagar dívida, a gente já sabe o que vem primeiro. 

A segunda maior prioridade deve ser a construção da sua reserva de emergência, esse é o fundo para o qual você irá recorrer em caso de vida ou morte. Eu sei que é forte falar assim, mas é importante você entender que não pode meter mão nesse dinheiro por qualquer resfriadinho. O negócio é sério! 

Para calcular quanto dinheiro você precisa poupar para emergência é só multiplicar o seu custo de vida essencial. Ou seja, aqueles 60% lá de cima vezes 6, a quantidade mínima de meses para você se estruturar em caso de perda repentina da sua fonte de renda principal. 

  • RECONCILIAÇÃO FINANCEIRA 

Sempre que brigamos e queremos fazer as pazes ou fazer uma declaração de amor recorremos a um clássico que nunca sai de moda; as cartinhas. 

Agora você vai aprender uma nova modalidade de reconciliação com a sua vida financeira, com a técnica dos envelopes você vai abandonar aquela antiga sofrência de não saber se tem dinheiro na conta e dar uma banana para angústia de passar o cartão e torcer para a transação ser aprovada. 

Quer saber o que você precisa fazer para parar de sofrer por dinheiro? Escrever cartas! 

O jogo dos envelopes complementa a técnica dos potinhos e funciona em um período semanal. Essa técnica fará com que você torne cada vez mais visual a mudança da sua vida financeira. 

Pegue vários envelopinhos coloridos e escreva na frente de cada um deles o destinatário daquela carta, ou melhor, qual a categoria de gastos para a qual você irá destinar o seu dinheiro. 

7f9542e7fa92489a8b09688aed6a317e__ER7_RE_FB_VIDA_FINANCEIRA_570kbps_2016_08_25_thumb_thumb

Recapitulando, você tem 60% da sua renda dentro de um potinho para os seus gastos essenciais correto? Depois de pagar as contas de água, luz, gás e todas essas despesas que vêm todo mês e são obrigatórias, existem outras despesas, também importantes, mas que você não quita de uma vez só, a alimentação e o transporte são bons exemplos.

Para não ficar com o dinheiro do mês todo na mão, correndo o risco de cometer loucurinhas por aí, você irá recorrer à técnica dos envelopes onde você coloca dentro dele apenas o valor que você vai gastar com transporte, alimentação semanalmente

Se você tem R$500,00 para gastar com alimentação e o mês tem 4 semanas, a cada semana você irá sacar da sua conta ou tirar do seu potinho essencial, R$125,00 para deixar em seu envelope. Dessa forma você manda uma mensagem para o seu cérebro avisando que existe um orçamento e que todas as soluções pensadas devem caber nele. 

O mesmo deve ser feito com o transporte, se você normalmente tem uma despesa de R$300,00 com transporte, o seu envelope deve ter, por semana, o valor de R$75,00 disponível para você utilizar no seu deslocamento. A não ser que você more próximo do trabalho e tenha se organizado financeiramente para isso, não dá para atrasar e querer ir de Uber todos os dias.

Uma dica para você que sofre com a síndrome do dedo nervoso, compre um daqueles cartões pré pagos dos aplicativos de transporte onde você precisa carregar para usar, assim você carrega o cartão já com o valor certinho que você determinou que iria gastar com Uber.  

  • VERDADE OU CONSEQUÊNCIA 

Mais importante que limitar seus gastos é consumir de forma inteligente e consciente. O consumo imediatista faz com que o nosso cérebro pense que aquele item é essencial para nós. Mas quer saber um segredo? Se você sai de casa sem aquele item na cabeça e volta trazendo ele e mais umas parcelas, certamente ele não era tão necessário para você naquele momento. Um sonho antecipado é o maior ingrediente para o endividamento. 

O especialista em economia comportamental, Daniel Kahneman descobriu que o nosso cérebro opera em dois sistemas de pensamento na tomada de decisão:  O Sistema 1 é rápido, intuitivo e emocional. O Sistema 2 é mais lento, mais lógico e deliberativo: ambos moldam nossos julgamentos e decisões que influenciam em nossas vidas. 

Segundo ele, o sistema 1 toma o lugar do colega quando não deveria e nos leva a confiar na intuição, que por sua vez nos leva às respostas e conclusões erradas. Quando se trata de consumo, isso geralmente ocorre quando vamos às compras com fome, estressados ou ansiosos. Tendemos a consumir mais como forma de distração desses sentimentos.

O jogo verdade ou consequência é uma forma de bloquear a atuação do sistema 1 e te colocar numa velocidade de decisão mais lenta e racional. A partir de hoje quando você sair para comprar pão e começar a colocar outros itens no carrinho se faça as seguintes perguntas:

1- Eu quero isso?

2- Eu realmente preciso disso?

3- Eu posso comprar isso agora? 

4- Eu devo comprar isso agora? 

E por último… 

5- Qual a consequência de comprar esse item agora? De quais sonhos eu estou abdicando? 

thought-catalog-636720-unsplash-e1532470577129

Se a resposta a alguma dessas perguntas for não ou te gerar algum desconforto, não se preocupe, é a racionalidade voltando para o seu corpo. Nessa hora você respira fundo, solta o objeto que não te pertence e sorri para o seu futuro de realizações maravilhosas. Afinal, não vale a pena trocar a realização das nossas metas verdadeiras por um “tapa buraco” momentâneo que só vai te gerar ainda mais culpa. 

  • VOCÊ SE CONHECE?  

A essa altura você já deve ter entendido a importância dos sonhos para fazer com que a gente mantenha o foco na organização financeira e não gaste nosso dinheiro à toa. Quando você compra algo inútil, isso pode até te trazer uma sensação boa, mas ela logo evapora e você fica buscando qual a próxima pequena alegria. 

Mas quando você está com as finanças organizadas, poupar acaba se tornando prazeroso porque há um propósito maior envolvido. E para entender qual é esse propósito você precisa se conhecer. O autoconhecimento é muito importante para definirmos melhor os nossos objetivos e metas financeiras. 

Vou citar o exemplo de uma cliente minha: ela tem 35 anos e sonha em ter casa própria, mas quando investigamos a fundo quais eram os valores dela, descobrimos que ela tinha um forte apelo pela liberdade e que o seu maior sonho, na verdade, era sair pelo mundo dando palestras sobre o seu trabalho. 

Agora pense comigo, se ela conseguisse se organizar e comprar a sua casa própria, será que isso a faria feliz? Vou te explicar por quê não: a casa própria é um bem passivo, ou seja, se você não for vender ou alugar, é um bem que só tira dinheiro do seu bolso. Contas de água, luz, IPTU, condomínio, reformas, são gastos que só trariam dor de cabeça para alguém que detesta rotina e passa tão pouco tempo em casa.

Se conhecer é o ingrediente que não pode faltar na receita da felicidade financeira. É por isso que para definir as metas que realmente te trarão felicidade você precisa se conhecer. Ao lado tem um quadro de valores e você deve escolher 3 com os quais mais se identifica. Depois, enumere por ordem de prioridade de cada um na sua vida. 

Enumerou? Agora, ao lado de cada valor escreva um sonho financeiro que se relacione com ele e trace pequenos planos para alcançar esse sonho. Vou usar o exemplo do meu quadro para te ajudar. 

Eu escolhi, por ordem de prioridade 1- Segurança, 2- Reconhecimento e 3- Amor. E os meus sonhos e planos financeiros são:

1- Desenvolver o meu patrimônio imobiliário, realizar reformas para torná-lo rentável 

2- Fazer pós graduação em Banking e ser reconhecida como alguém que ajuda pessoas a realizarem sonhos e viver com qualidade. 

3- Ser mãe de 2 filhos e ensinar para eles valores de família, responsabilidade e deixar um legado. 

Se você notar, cada um desses sonhos tem profunda relação com quem eu sou e no que acredito sem deixar de ter o seu valor monetário mensurável. Com as técnicas de planejamento e organização que aprendemos hoje já é possível começar a realizá-los aos poucos seguindo a ordem de prioridade. 

Agora é a sua vez, eleja os seus valores e escolha um sonho para cada. Mostre para você mesmo o motivo pelo qual aquilo é tão importante para você. Eu tenho certeza que depois dessa, vai ser difícil tirar seus sonhos da cabeça. 

Bom, você acabou de conhecer os 5 joguinhos financeiros que são batata para quem está começando agora a se organizar financeiramente. De onde vieram esses tem muito mais! Se você quiser conhecer o meu trabalho, procure por Preta Grana nas redes sociais que eu terei o maior prazer em ajudar. 

Lembre-se: o maior ingrediente dessas técnicas é você mesmo. Portanto não busque fórmulas mágicas, sente e aplique essas técnicas, eu tenho certeza que elas são capazes de mudar a sua vida assim como mudou a minha e a de dezenas de pessoas que são orientadas pela nossa plataforma mensalmente. 

Anúncios

Amanda Dias

De "apertada" a Coach financeira, há 5 anos dominei minhas finanças e hoje trabalho auxiliando mulheres a também conquistarem sua independência financeira. Meu propósito é ajudá-la na sua jornada de autoconhecimento, identificando e atuando sobre crenças limitantes em relação ao dinheiro. Adoto um modelo de orçamento personalizado que promova saúde financeira, mas também preze pela sua qualidade de vida. O modelo de dinheiro que você tem hoje é resultado de fatores externos internalizados ao longo da sua vida. Você tem o poder de decidir continuar com ele ou substituí-lo por uma programação abundante e próspera. Para mim, a busca por segurança financeira é a principal forma de auto cuidado. “Dinheiro é apenas uma ferramenta. Ele irá levá-la onde você quiser, mais não vai te substituir como motorista.” – Ayn Rand

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: