Anúncios
25 de Maio de 2019 SE LIGA: O SEU BANCO ESTÁ ESCONDENDO ISSO DE VOCÊ!

SE LIGA: O SEU BANCO ESTÁ ESCONDENDO ISSO DE VOCÊ!

Descubra o segredo dos bancos e tenha acesso aos principais serviços bancários sem pagar nada. Assim você pode economizar até R$1.200,00 por ano utilizando essas dicas para ter com conta corrente 100% gratuita!

Quer saber quem mais sofre com a falta de informação econômica de qualidade? O seu bolso! O negócio é o seguinte: inegavelmente os bancos tradicionais lucram e muito com as altas taxas de manutenção e serviços embutidas nas contas correntes da grande maioria dos usuários.

Mas não deveria ser assim, pois, de acordo com o código do consumidor em Bancos, é direito de todo cidadão ser assistido com serviços bancários para receber e retirar valores sem ser cobrado por isso.

Esses bancos são obrigados pelo Banco Central a oferecer uma conta essencial a cada cidadão que desejar acessar os serviços básicos como correntista.

Para isso, saiba como funciona esse tipo de conta e como exigir esse serviço totalmente gratuito no seu banco.

Conheça os seus direitos e pare de sofrer com as tarifas e juros bancários

CONTA ESSENCIAL

Em conformidade com a Resolução 3.919 de 2010 que regulamenta todos os Serviços Essenciais, é obrigação de todas as instituições bancarizadas oferecer um pacote básico de serviços de forma totalmente gratuita para qualquer cidadão.

Esse pacote inclui:

  • – Fornecimento de cartão de débito para compras e saques
  • – 04 saques por mês (no caixa eletrônico ou guichê)
  • – 02 transferências entre contas da mesma instituição por mês
  • – 02 extratos no caixa eletrônico
  • – 01 talão de cheque com 10 folhas por mês

Apesar disso, eu posso apostar com você que a grande maioria da população nunca tenha ouvido falar dessa tal conta essencial.

Pelo contrário, ainda é muito comum que ao manifestar o desejo de abrir uma conta corrente, o gerente do banco ainda tente te empurrar um pacote e/ou cesta de serviços cuja mensalidade varia entre R$10,00 e R$100,00, dependendo da instituição.

Tais pacotes incluem, muitas vezes, serviços supérfluos que o consumidor nunca vai utilizar. Ou seja, em um plano anual, o correntista acaba pagando muito caro por serviços que ele nem utiliza.

Quando você calcular o quanto poderia ter economizado se tivesse descoberto essa informação antes, vai ficar igual a ela: de boca e olhos bem abertos!

Você já fez o exercício de calcular quanto de dinheiro você despende somente com tarifas bancárias por ano?

Quando visualizamos o resultado desta soma conseguimos compreender o porquê é extremamente conveniente para os bancos que a população continue desinformado.

Por analogia, o nível de desinformação é diretamente proporcional a curva de lucratividade dessas instituições.

TARIFAS E JUROS ALTOS

Já que falamos em lucro, sabe qual foi o setor que mais faturou em meio à crise econômica de 2015/2016? Acertou quem falou que foi o setor bancário.

Juros altos, altas taxas de endividamento da população e, consequentemente, a grande demanda por crédito explicam o faturamento recorde.

Enquanto 62% dos brasileiros vivem o drama do endividamento e não têm condições de pagar suas contas, os bancos continuam obtendo lucros estratosféricos ano após ano.

Não coincidentemente, a maioria dos endividados brasileiros hoje deve para os bancos.

O alto índice de endividamento é interessante para tais instituições por quê nessa conjuntura elas lucram muito mais com empréstimos a pessoa física devido a alta taxa de juros.

Os juros médios cobrados de pessoa física passam de 52% ao ano, chegando a 280% no cartão de crédito rotativo e mais de 300% no cheque especial, amplamente conhecido como “limite da conta”.

Isso significa que 10,8% da renda anual das famílias brasileiras foram usadas apenas para o pagamento de juros no ano passado, segundo levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Quer saber se o seu banco está interessado no seu endividamento? Faça o teste: ligue para o seu banco e diga que tem R$500,00 e quer investir. Em outro momento ligue dizendo que precisa pegar R$500,00 emprestados. Compartilhe o resultado dessa experiência com a gente.

MUDANÇA DE HÁBITOS

Antes de mais nada, é importante perceber que essa vida refém não é regra absoluta! Se você curte o conteúdo do Grana sabe que o nosso principal lema é a autonomia, começando pela autonomia econômica.

Com o propósito de ser catalisador de processos autônomos dentro da nossa comunidade, apostamos na partilha dos conhecimentos financeiros e econômicos a fim de ajudar a promover a reeducação e, consequentemente, a saúde financeira do nosso povo.

A meta é fazer você educado e informado o bastante para tomar as rédeas da sua vida financeira e assumir a responsabilidade pelo seu próprio dinheiro!

O QUE FAZER

Anote essas dicas para não perder dinheiro!

Dessa maneira, seguem as alternativas que você passa a ter a partir de agora:

Se você preferir continuar no seu Bancão, recomendo que você imprima a Resolução 3.919 de 2010, respire fundo, conte até 10 e prepare a paciência quando for falar com o seu gerente.

Por experiência própria, já te adianto que ele vai fazer o maior “auê” e jogar um monte de burocracia na sua cara quando ouvir as palavras “obrigatória”, “lei” e “gratuidade” saindo da sua boca.

Mas, se você conseguir essa proeza, volta aqui e conta pra gente qual foi o método utilizado para operar esse milagre!

A partir de então, comece a ficar ligado na quantidade de vezes em que você movimenta a sua conta bancária, pois, como foi dito acima, o serviço gratuito é limitado e se você extrapolar o limite pré-estabelecido, a instituição não vai deixar passar batido.

No vídeo abaixo eu conto a história de uma amiga que extrapolou esse limite e teve que pagar uma multa de R$180,00!

Avance para o momento 1’55” do vídeo onde eu compartilho a história de uma seguidora amiga que teve essa infeliz experiência com a conta essencial.

Em outras palavras, para você ter total tranquilidade com o serviço bancário, não basta apenas ser gratuito.

Para ter um melhor desempenho na sua jornada de organização financeira, comece a buscar informação de qualidade de forma você consiga aprender e aplicar métodos eficazes de monitoramento financeiro.

“Dinheiro é apenas uma ferramenta. Ele irá levá-la onde você quiser, mais não vai te substituir como motorista.” – Ayn Rand

portanto, Invista e comprometa-se com a sua educação financeira.

Anúncios

Amanda Dias

De "apertada" a Coach financeira, há 5 anos dominei minhas finanças e hoje trabalho auxiliando mulheres a também conquistarem sua independência financeira. Meu propósito é ajudá-la na sua jornada de autoconhecimento, identificando e atuando sobre crenças limitantes em relação ao dinheiro. Adoto um modelo de orçamento personalizado que promova saúde financeira, mas também preze pela sua qualidade de vida. O modelo de dinheiro que você tem hoje é resultado de fatores externos internalizados ao longo da sua vida. Você tem o poder de decidir continuar com ele ou substituí-lo por uma programação abundante e próspera. Para mim, a busca por segurança financeira é a principal forma de auto cuidado. “Dinheiro é apenas uma ferramenta. Ele irá levá-la onde você quiser, mais não vai te substituir como motorista.” – Ayn Rand

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: